domingo, maio 21, 2006

Causos e exemplos: A luz, essa desconhecida

A luz, essa desconhecida

São Paulo, domingo, 21 de maio de 2006
+ Marcelo Gleiser

Onda e partícula são imagens criadas a partir de nossa experiência
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ciencia/fe2105200602.htm

A luz, essa desconhecida (...) Os primeiros a pensar na luz de forma mais científica foram, como sempre, os filósofos da Grécia Antiga. Em particular, os atomistas diziam que a luz, como tudo o que existe no cosmo, é feita de pequenas partículas indivisíveis que chamaram de átomos. (...) A questão da natureza da luz volta à berlinda no século 17 (...). Isaac Newton, (...) acreditava que a luz era mesmo feita de átomos (...). (...) Para provar seu argumento, fez a luz passar por prismas que (...) têm a propriedade de separá-la nas várias cores. Newton fez também a experiência inversa, usando prismas para recombinar luz de diferentes cores na luz "branca" do Sol. (...) A teoria rival, proposta por Christian Huyguens, sugeria que a luz era uma onda (...): partículas são localizadas no espaço, enquanto ondas se espalham pelo espaço. Dentre as várias previsões das duas teorias, uma importante era a mudança na velocidade da luz quando passa do ar para a água. Segundo a teoria corpuscular, a velocidade aumentaria; segundo a ondular, diminuiria. (...) Foi Einstein, em 1905, que resolveu a questão, propondo, pasmem, que a luz era uma partícula! Sugeriu que a luz fosse composta de pequenos pacotes, chamados mais tarde de fótons, que colidiam com os elétrons da placa como bolas de bilhar. (...) Sua teoria funcionou como uma luva e rendeu-lhe o prêmio Nobel de 1921. Mas, afinal, a luz é onda ou partícula? É ambas e nenhuma das duas! Onda e partícula são imagens que criamos baseados na nossa experiência. Infelizmente, a luz não dá a menor bola para como a descrevemos. Ela é o que é, misteriosa e fascinante.

MARCELO GLEISER é professor de física teórica do Dartmouth College, em Hanover (EUA), e autor do livro "O Fim da Terra e do Céu"